A equipe do Amigo Corretor desenvolveu uma pesquisa que mostra o que é mais importante ter perto do imóvel, de acordo com a faixa etária.

Foram entrevistadas 146 pessoas, no período de 21 a 25/03, através de um formulário disponibilizado pela internet e os resultados foram:

PESQUISA

Pode-se observar que em todas as faixas etárias, determinados tipos de comércio são necessários, como por exemplo, o supermercado. Porém, quando a pessoa atinge uma faixa etária mais elevada, surgem necessidades mais específicas relacionadas à saúde, principalmente, como por exemplo hospital e parque, para aqueles acima de 46 anos.

Este estudo tem como objetivo auxiliar as pessoas que desejam vender seu imóvel, adequando-o a uma possível faixa etária.

mn_amigo corretor

Advertisements

Novidade para quem irá reformar imóveis. Segue vídeo/ reportagem apresentada no noticiário Bom Dia Brasil, da Rede Globo.

Acesse o vídeo: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/reformas-em-imoveis-terao-que-seguir-novas-regras-a-partir-de-abril/3236519/

mn_amigo corretor

 

mn_amigo corretor

O vídeo é uma ótima ferramenta para auxiliar na venda de um imóvel.

Utilizando-se de programas de fácil manuseio, como, por exemplo  o Windows Live Movie Maker, o vídeo é produzido através de fotografias e inserção de música.

 

 logo reduzido

DIRETO COM O DONO
Comprar direto com o dono do imóvel pode render boas negociações. No entanto, o valor da corretagem abatido – entre 6% a 8% do valor do imóvel – terá que ser gasto com um advogado para checar a documentação do imóvel e redigir o contrato.

PREFERÊNCIA DO LOCATÁRIO
A Lei do Inquilinato (8245/91) dá preferência ao locatário na venda de um imóvel com contrato de aluguel vigente. Após a notificação, o morador tem 30 dias para fazer a proposta de compra. O inquilino só terá a preferência se garantir as mesmas condições que o outro comprador – mesmo valor, por exemplo.

CUIDADO COM OS MAIS VELHOS
Imóveis usados podem precisar de reformas, como alterações em instalações elétrica e hidráulica. Para avaliar o custo de reforma, o ideal é contratar a vistoria de um avaliador profissional – que cobra R$ 210,00 por hora.

Quanto mais velhos os prédios, maiores os gastos com manutenção normalmente. Verifique com o síndico o valor do condomínio e com qual frequência aumentou  nos últimos anos.

LISTAGEM DE DOCUMENTOS
No cartório de registro de imóveis, peça cópia da escritura, da matrícula do imóvel e certidão negativa  de 20 anos do bem.

Na prefeitura, peça certidão negativa da situação fiscal e enfitêutica.

Exija cópias dos documentos pessoais do vendedor e do cônjuge e certidões negativas de protesto da Justiça Federal e dos executivos fiscais.

COMPRA GARANTIDA
Antes de fechar uma proposta e fazer um compromisso de compra e venda (para que o proprietário não desista do negócio), o ideal é checar toda a documentação.

No contrato coloque uma cláusula prevendo a sua rescisão caso haja problemas no imóvel ou na documentação.

O pagamento de sinal para selar o compromisso é exigido. É necessário prever punições em caso de quebra de contrato de ambos os lados.

FINANCIAMENTO
20% é a entrada mínima para o crédito bancário. Na compra de um bem de R$ 200 mil, são  necessários R$ 50 mil de início.

R$ 7.000,00 é a renda necessária  para o crédito de R$ 200 mil.  Os bancos costumam exigir um comprometimento máximo de 30% da renda bruta.

Fonte: http://classificados.folha.uol.com.br/imoveis/1053329-confira-dicas-para-adquirir-seu-imovel-usado.shtml

 

logo reduzido

Amigo Corretor entrevistou o fotógrafo profissional Sergio Gurgel na busca de dicas de como fotografar um imóvel para a venda.

fotografia

1 – Qual o melhor horário para tirar foto de um imóvel?

Na verdade o melhor horário para foto de fachada é antes das 10 ou depois das 15:00, porem essa regra pode mudar quando dia está nublado, nesse caso não tem uma determinada hora, pois a luz é mais uniforme

2 –  Qual o melhor ângulo/enquadramento para tirar foto de um ambiente?

Sempre angulo reto…. evite trabalhar em ângulos ( positivo ou negativo) Isso causa uma distorção visual no imóvel.

3 – Tem que usar flash?

sim…. Mas nunca direto… de preferencia rebatido no teto

4 – Como devem estar os cômodos da casa?

De preferencia a cômodos com moveis…. assim podemos ter uma dimensão real de seu tamanho

5 – O que fotografar em um imóvel?

A fachada e os cômodos….

6 – Quais itens valorizar na foto?

A Luz natural interagindo em um ambiente é excelente para valorizá-lo… Porem o flash como luz de enchimento ajuda… e muito nessa valorização.

7 – Existe técnica para fotografar a fachada?

Busque ângulos retos e se der acrescente um primeiro plano…. isso ajudar dar um clima em sua foto

8 – Devemos valorizar com foto os acabamentos?

sim….

9 – A foto deve mostrar a amplitude dos cômodos?

sim…. mas cuidado para não mascarar o tamanho dos cômodos….por isso é interessante uma grande angular de uns 35 mmm

10 – Devemos tirar foto da rua para mostrar o padrão das casas?

Não é uma regra, mas com certeza “pode” agregar valor ao imóvel

Sergio Gurgel

Fotógrafo profissional, professor de fotografia do Curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade Anhanguera de Jacareí.

Exemplos de fotografias de imóvel registradas pela proprietária.

sacada

corredor

sala

piscina

churrasqueira1

 

logo reduzido

 


home

Na hora de vender o imóvel a pessoa deseja comercializá-lo pelo melhor preço possível. Para aumentar as chances de venda, o proprietário não deve implementar melhorias que atendam apenas ao seu gosto, como a colocação de piso de mármore, construir uma churrasqueira ou fazer uma piscina.

O primeiro passo é fazer uma limpeza geral no imóvel. Se as paredes estiverem sujas deve-se fazer a pintura, tirar manchas do chão, consertar pisos quebrados, tirar vazamentos de água. Se o piso for de carpete ele deve ser substituído por cerâmicas. Investimentos em churrasqueiras, colocação de pisos de granito, fazer uma nova jardinagem e outros gastos maiores devem ser evitados.

O mesmo vale para limpeza das pias, luminárias, janelas, portas e enceramento dos pisos. Uma vez pintada e limpa, a residência agora não pode denunciar pequenos problemas que muitas vezes são o suficiente para comprometer sua avaliação. Com muito pouco dinheiro você é capaz de consertar torneiras ou chuveiros pingando, portas que não fecham corretamente e maçanetas quebradas. Não se esqueça também de conferir se os espelhos encontram-se enferrujados, se as luzes estão queimadas ou se as portas fazem barulho ao serem abertas. Estes pequenos consertos têm um custo baixo e, caso sejam negligenciados, geralmente passam uma impressão negativa do imóvel ao comprador.

Outra forma de deixar a residência mais apresentável é simplesmente mantê-la organizada, como se estivesse em um anúncio de vendas. Empacotar objetos a serem transportados, ordenar os itens dispostos nas prateleiras, dobrar lençóis e toalhas são detalhes que podem contribuir neste momento. Lembre-se: bagunça não ajuda em nada. Reformas Mas se o comprador gostou do seu imóvel, se propôs a pagar o preço pedido, mas pede que as reformas sejam feitas por você, é melhor assumir essa “dor de cabeça”.

Confirma abaixo:

* Limpeza – Manter o imóvel bem apresentável, com paredes, pisos, móveis e objetos limpos

* Paredes – Fazer uma pintura nas paredes

* Pisos e revestimentos – Se as cerâmicas ou azulejos estão quebrados ou soltando devem ser trocados antes de colocar o imóvel à venda

* Carpete – Se o piso for de carpete ele deve ser trocado por cerâmica. Com o clima quente que se faz em Goiás ninguém quer e gosta de pisos forrados com carpetes

* Cozinha – Os compradores prestam atenção no gabinete, pia, gavetas e pisos. Coloque materiais clássicos e sem extravagância

* Banheiros – Para reformar, monte uma planilha de custos e siga à risca, dividindo bem seu orçamento entre louças, metais, revestimento de parede, piso e objetos de decoração. Se não contar com muita verba escolha o que precisa de reforma urgente

* Janelas e portas – Depois de pintar a casa, estes objetos podem revelar a idade do imóvel. Parta para a troca de janelas e portas, caso uma pintura não dê um bom resultado. Caso resolva trocar, faça sob medida, o que diminui os gastos

* Jardins – Renová-lo não refletirá muito no valor do imóvel, mas pelo menos atrairá mais interessados

* Piscinas e decks – Construir piscinas pode não ser um bom negócio, já que famílias as evitam por segurança e pelo alto custo de manutenção. Com relação ao deck, cuidado com o material, para não ter de gastar mais para consertar tábuas

* Novos espaços – Melhorias funcionais são mais efetivas do que estéticas. Use uma pequena área, por exemplo, para montar uma sala de home theater

Fonte: Polo Imóveis e site http://www.vaidireto.com.br – Jornal O Popular

 

logo reduzido